22 janeiro 2012

Alemanha adota a técnica de bota e tira o bode da sala para resolver o problema energético. CONTINUAÇÃO

Conforme escrevi em maio do ano passado a aventura da Alemanha se aventurar a substitur toda a energia nuclear por energia “limpa” parece começar a fazer água.

Passado o momento inicial de constrangimento da energia nuclear o pessoal começou a fazer as contas e parece que elas coisas não fecham. A Siemens calculou o investimento necessário para fazer frente a todo este sonho resultaram em nada mais nada menos 1,7 trilhões de Euros (aproximadamente 4,5 Bilhões de Reais), ou seja 2/3 do PIB alemão.

O interessante é que no momento começam a falar na utilização do gás que a conversão custaria em torno de 1,4 bilhões de Euros, exatamente como previ, colocaram o bode na sala e agora começam a mostrar as alternativas.

Estamos esperando o próximo passo, o início de projetos para a construção de usinas de geração de energia termoelétricas a gás.

Pequenas recomendações sobre a educação nas redes sociais.

No século passado, antes da existência das chamadas redes sociais, as pessoas eram muito mais sociabilizadas do que atualmente, a impess...